Wanderlust #15 Tanzânia

Na semana passada, falamos sobre um país da Oceania, a Nova Zelândia. Hoje o país escolhido fica no continente africano, banhado pelo Oceano Índico e fazendo divisa com países como o Quênia, Uganda, Moçambique, República do Congo e Malauí. A República Unida da Tanzânia possui um dos assentamentos humanos mais antigos que se tem notícias e já foi colônia alemã e britânica. É o destino ideal para quem procura um maior contato com a natureza, além de possuir atrações incríveis.

CURIOSIDADES

Capital: Dodoma

Cidade mais populosa: Dar es Salaam

Língua: suaíli

Moeda: Xelim tanzaniano (TZS)

Área: 945.087 km²

População: 49,25 milhões

É na Tanzânia que fica o pico mais alto da África: o monte Kilimanjaro, com seus 5985 metros de altitude. Lá também fica o lago Vitória, o maior lago do continente, assim como os lagos Tanganica e Malawi.

A Garganta de Olduvai, situada ao norte da Tanzânia é citada como o berço da humanidade, por possuir um dos assentamentos humanos mais antigos do mundo.

O arquipélago de Zanzibar é oficialmente parte do território do país.

É na Tanzânia que fica o Parque Nacional do Serengueti, famoso por sua natureza, safáris e também pela Cratera Ngorongoro, um vulcão extinto considerado um dos lugares mais incríveis do país.

A Tanzânia é um dos países mais pobres do mundo, com um PIB em torno de U$ 1.100,00.

A quantidade de animais que habita a região da Cratera Ngorongoro é tão grande que é até conhecida como “Arca de Noé”. Lá se encontra a maior população de leões do mundo.

A Ilha de Zanzibar é uma das principais atrações do país, por reunir traços da cultura africana, árabe e persa e possui três ilhas principais: Pemba, Mafia e Unguja.

No país, o sistema horário é diferente do nosso. O dia é dividido em duas partes, de 12 horas cada, mas não começa à meia-noite e sim quando o sol nasce, ou seja, lá pelas seis da manhã. Então, a primeira hora do dia é lá por volta das 7 horas da manhã.

Brasileiros não precisam de visto para visitar o país, com permanência máxima de 90 dias. Mas, para entrar, é obrigatório tomar vacina contra a febre amarela, assim como quase todos os países da África, com pelo menos 10 dias de antecedência.

A Tanzânia não é famosa por ter uma culinária exótica, então é bem fácil encontrar pratos simples por lá.

As religiões mais praticadas no país são o cristianismo e o islamismo.

O lago Tanganica, além de ser um dos maiores da África, é também o mais profundo e nele vivem espécies de peixe únicas, que não são encontradas em nenhum outro lugar do planeta!

As pegadas humanas mais antigas já encontradas, com 3,6 milhões de anos, foram encontradas na Tanzânia.

A Tanzânia é berço de um dos maiores cantores de todos os tempos: Farrokh Bulsara. Nunca ouviu falar? É que provavelmente você o conheça pelo nome de Freddie Mercury. O aclamado vocalista da banda Queen nasceu na ilha de Zanzibar, em 1946.

 

Fotos: 1 (capa) e 2getintravel.com 3 e 4africatravelresource.com 5jauntaroo.com 6-8. National Geographic 9amaniafrika.com 10planetware.com 11tanzaniatourpackages.com 12tccia.com 13-15. Wikipedia

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Wanderlust #14 Nova Zelândia

Wanderlust #13 Cuba

Wanderlust #12 Butão

Wanderlust #11 Liechtenstein

 

África,Destaques,Dicas,Wanderlust Bruna Sturzbecher 18 mai 2015

Deixe seu cometário