Hospedagens que não pesam no bolso

Na hora de planejar uma viagem, o que sempre costuma preocupar, devido aos preços, é a hospedagem. Achar um hotel ou casas para temporadas que sejam em conta quase sempre é um martírio, ainda mais quando queremos economizar, já que as ofertas com as quais estamos acostumados geralmente pesam no bolso. Mas nem tudo está perdido! Uma hospedagem pode ser muito mais em conta do que imaginamos, ou as vezes até de graça! Confira:

Couchsurfing

O Couchsurfing é uma rede social onde pessoas cedem seu sofá da casa ou até mesmo uma cama extra e não cobram nada por isso. Isso mesmo: nada! E de quebra você ainda pode conhecer a rotina dos habitantes do país que você está visitando e fazer novos amigos. Uma experiência que resgata a solidariedade das pessoas, além de aproximá-las. E com certeza são pessoas que vão marcar sua viagem, além das experiências que você viverá e das informações que elas poderão te passar e que você não acharia em lugar nenhum, se não fosse com elas. Experimente o Couchsurfing!

AirBnB

AirBnB é uma rede social, assim como o Couchsurfing, com a diferença de que a hospedagem é paga. Nessa rede social, você pode alugar um quarto individual ou compartilhado, ou mesmo um apartamento todo de qualquer país de sua escolha e sai muito mais barato do que um hotel, na maioria das vezes o valor é quase igual ao valor de um hostel, dependendo do país. Foi o serviço que mais utilizamos em nossas viagens, pois além de nos trazer conforto e privacidade, também nos dava a oportunidade de conversar com os locais e aprender a rotina e costumes deles, bem como treinar o inglês! Além disso, na grande maioria das opções de alojamento há sinal de internet, o que auxilia quem está viajando e trabalhando ao mesmo tempo. Depois da hospedagem, é solicitado pelo site que você deixe uma opinião sobre o local em que ficou, afim de ajudar a popularidade de seu anfitrião no site, para que ele possa, futuramente, conseguir mais hospedagens. Também é solicitado à ele que deixe uma opinião sobre você e sua estadia e isso te ajudará a conseguir mais lugares para ficar. Recomendamos muito!

HouseSitting

 

Em alguns países essa opção já existe e funciona da seguinte maneira: a pessoa do país escolhido tem uma casa e está de viagem por alguns dias, ou meses e precisa de alguém para cuidar da casa e dos animais que possui, então é uma troca: você fica na casa da pessoa sem custo algum, a não ser aquilo que você consumir e se alimentar e,  ao mesmo tempo, o morador terá alguém para cuidar de sua residência. Legal, não? É totalmente seguro e beneficia tanto os donos da casa como os viajantes, inclusive há vários viajantes ao redor do mundo que só viajam assim e isso ajuda muito na hora de reduzir os gastos. Alguns sites de House Sitting que poderão ajudar e servir como exemplo: Mind My HouseHouse CarersHouseSit MatchHouse Sitting Worldwide e Trusted House Sitters.

Camping

Essa sem dúvida é uma das opções mais baratas de hospedagem. As áreas de camping costumam ser bem baratas e podem ser encontradas em qualquer lugar quando se está viajando por terra. Alguns campings oferecem até mesmo chuveiro com água quente (costumam cobrar por isso, mas mesmo assim sai muito mais em conta do que hotéis ou mesmo hostels). É a opção perfeita para aventureiros e trilheiros, ou simplesmente para quem possui uma barraca e quer economizar!

Hostels e Guesthouses

Bem comuns no Brasil e ao redor do mundo, hostels são lugares com preços convidativos, funcionam como uma espécie de albergue, onde abrigam abriga várias pessoas em um dormitório com camas ou beliches. Geralmente os hostels possuem um bar, ou pub, onde você pode socializar com os outros hóspedes e conhecer gente nova. Costumamos utilizar bastante esse serviço em nossas viagens e não temos do que reclamar. É claro que não possui o conforto de um hotel 5 estrelas, mas dá pra tomar um bom banho e curtir uma boa noite de sono, além de boa bebida e a oportunidade de fazer amigos de várias partes do mundo. A maioria dos hostels também conta com sinal de internet, que é fundamental para aqueles que viajam documentando a viagem ou mesmo trabalhando como nômade digital. Um site que facilita a procura de hostels ao redor do mundo é o Hostelworldque foi, inclusive, o site que nos ajudou a encontrar os hostels em que ficamos no decorrer da viagem.

Se mesmo assim você preferir ficar em um hotel…

Algumas dicas básicas podem baratear muito a estadia em um hotel, caso nenhuma das alternativas acima seja interessante. Comece pela data escolhida pra viajar: fuja das altas temporadas, pois nesse período, todos os hotéis tendem a aumentar os preços. Outra dica válida é não se hospedar em lugares próximos aos centros, ou então, próximos à rotas turísticas. Lugares mais afastados cobram muito mais barato do que os lugares onde estão sempre abarrotados de turistas! E mais: não deixe de conferir as recomendações, serviços oferecidos e comentários deixados pelos clientes que já passaram pelo hotel que você escolheu! Isso ajuda a evitar possíveis decepções e surpresas em sua estadia!

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Sete dicas para economizar em uma viagem pela Europa

9 dicas para economizar durante suas viagens

Como conseguir passagens aéreas baratas?

Como viajar sem um pacote de viagens?

Dicas da semana: Google Flights

Destaques,Dicas,Dicas da semana,Listas Bruna Sturzbecher 12 jun 2015

Deixe seu cometário