Giant’s Causeway: um paraíso na Irlanda do Norte

Não dá pra falar da Irlanda do Norte sem falar de Giant’s Causeway (Calçada dos Gigantes), um lugar onde a natureza mostra toda sua graça e beleza da forma mais poética possível: mais de 40 mil colunas de pedras hexagonais, resultado de intensa atividade vulcânica ocorrida há milhares de anos atrás, pedras essas que se estendem até o mar, formando um cenário inacreditável. Localizada na costa da Irlanda do Norte, foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1986 e é reserva natural desde 1987.

As rochas estão dispostas da forma com estão graças à atividade vulcânica de mais de 60 milhões de anos atrás, que fez com que a rocha derretida subisse pelas fendas de calcário, se solidificando ao entrar em contato com o ar. Esse processo acabou dando forma às rochas de basalto que hoje dão o toque final à costa Irlandesa.

Porém, há uma lenda que diz que o lugar se formou quando um gigante chamado Finn MacCool queria enfrentar Benandonner, um gigante escocês. Só que não haviam embarcações grandes o suficiente para promover esse encontro, então MacCool contruiu uma calçada que ligava os dois países utilizando pedras. Foi então que Benandonner aceitou o desafio e veio pela calçada. Quando ele estava perto, a mulher de MacCool percebeu que ele era muito maior e mais forte que seu marido e então teve uma idéia: vestiu o marido com roupas de bebê. Quando Benandonner chegou até a casa de MacCool e viu aquele bebê enorme, pensou: “Se o bebê é desse tamanho, imagina o pai!”, e fugiu para a Escócia. Mas a história não acaba por aí: a fim de evitar que fosse seguido por MacCool, Benandonner foi destruindo a calçada à medida que avançava e o que restou dela é o que está presente na costa.

Uma das formas mais fáceis de chegar até lá é indo com o tour que sai de Belfast todos os dias pela manhã, que foi o que fizemos. Pelo caminho conhecemos mais lugares da Irlanda do Norte, como o Carrick-a-Rede Rope Bridge (Ponte de Corda), almoço na destilaria Bushmills e as ruínas do Castelo de Dunluce, considerada uma das maiores ruínas da era medieval do país.

Um outro ponto positivo do tour que fizemos, foi que tivemos o privilégio de ouvir várias histórias da região, contadas por um guia nativo. E bater um papo com os norte-irlandeses é uma das melhores coisas pra se fazer em uma estadia por lá, já que são considerados o povo mais feliz e receptivo do mundo! O carisma e a simpatia deles não passa despercebido e contagia!

DSC_0785DSC_0779DSC_0764DSC_0803DSC_0809DSC_0836DSC_0862_2DSC_0872_2DSC_0880_2DSC_0885_2DSC_0918_2DSC_0925_2DSC_0933_2DSC_0887_2DSC_0854_2DSC_0971_2DSC_0977_2

Fotos: Road For Two

 

 

Destaques,Dicas,Europa,Natureza Bruna Sturzbecher 05 fev 2015

Deixe seu cometário