Fotógrafo japonês registra a beleza do dia a dia no Japão

O fotógrafo Takashi Yasui começou sua carreira de fotógrafo por acaso: após o nascimento de sua sobrinha, há cinco anos atrás, começou a registrar retratos familiares e, como consequência, acabou se aprofundando mais nas técnicas fotográficas.

Um ano depois, abriu uma conta no Instagram e começou a seguir fotógrafos de todas as partes do mundo e, segundo ele, isso teve um impacto enorme em sua carreira. Conheceu fotógrafos no Japão, aprendeu como fotografar, como editar fotos, como encontrar o lugar perfeito, composição, perspectiva e mais uma infinidade de técnicas que o ajudaram a melhorar a qualidade de suas fotos e a tornar seu trabalho como é hoje.

Yasui mora em Osaka, no Japão e costuma fotografar na cidade de Kyoto. Seu trabalho pode ser acompanhado em seu site oficial, Facebook, Twitter e Instagram.

everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-1 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-2 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-3 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-4 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-5 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-6 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-7 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-8 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-9 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-10 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-11 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-12 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-13 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-14 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-15 everyday-street-photography-takashi-yasui-japan-16

_

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Fotógrafa viaja pelo mundo fotografando a si mesma em lugares inacreditáveis

Ela viajou para Paris para procurar os locais do filme “Amélie Poulain”

Fotógrafo viaja pela Europa para fotografar lugares abandonados

Eles namoram à distância e encontraram uma bela forma de permanecerem conectados

Ásia,Destaques,Fotografia Bruna Sturzbecher 26 nov 2015

Deixe seu cometário