Fazendo compras em um supermercado islandês

Quando chegamos na Islândia, o primeiro destino do nosso mochilão, nos assustamos um pouco com os preços dos restaurantes, mesmo que já tivessem nos alertado o quão caro os países nórdicos podem ser. Tivemos que deixar de lado as especiarias do país, partir para o supermercado e nos aventurar na cozinha (basicamente com macarrão instantâneo, pela praticidade).

Mas acabamos encontrando algumas coisas bem curiosas, outras coisas comuns para nós e até mesmo um português perdido por lá que ficou nos perguntando sobre o futebol brasileiro. Os islandeses possuem itens bem interessantes, alguns até mesmo estranhos e nós selecionamos os que mais nos chamaram atenção, confira:

Refrigerante de gengibre

Não necessariamente uma exclusividade só da Islândia, já que dá pra encontrar com facilidade no Brasil, mas bem diferente e gostosinho (embora eu confesse que só tenha comprado por causa da garrafinha, que se tornou um belo item de decoração). Também há outras opções de sabores dessa marca.

Chocolates islandeses

Sim, eles fabricam chocolate também! E um chocolate muito bom por sinal, além de ser bem barato, se for comparar com os preços dos itens de supermercado em geral.

Skyr

Parece um iogurte, mas com consistência de cream cheese. É mais “durinho” do que os iogurtes gregos, mas o skyr natural também é usado para fazer receitas, assim como nós usamos requeijão e creme de leite. Ele tem várias utilidades e também é considerado um tipo de “queijo”, além de vir nos mais variados sabores. Gostosinho.

Cerveja islandesa

Essa não compramos no mercado, mas no freeshop do aeroporto. Foi a melhor coisa que fizemos, já que as bebidas por lá não eram tão baratas. O máximo que fizemos foi comprar um chopp por lá em uma das noites que saímos (as noites de Reykjavík são bem agitadas). Existe uma outra marca tão boa quanto a Gull, que é a Vikings. Melhor do que esperávamos, por sinal.

Salgadinho de páprica

Compramos pra experimentar e acabamos levando “alguns” para deixar no carro durante a nossa volta pelo país, pra dar uma enganada na fome quando ela batesse. Foi um dos melhores snacks que provamos. Pode soar estranho, mas garantimos que é bem gostosinho.

Smooths

Lá eles possuem uma marca específica de smooths, de todos os sabores e combinações possíveis. Logo que voltamos da viagem ao redor do país, compramos para o café da manhã e além de serem nutritivos, são bem saborosos.

Água “glacial”

Como o nome já diz, essa água vem dos lagos glaciares. A água na islândia é a mais limpa que existe e durante nossa viagem ao redor do país, várias vezes enchemos nossas garrafinhas nos rios e cachoeiras, pois elas são excelentes para o consumo. A água da torneira também é 100% potável, só que, por vir de fontes termais, possuem um leve sabor de enxofre, o que não é lá muito agradável, mas também não é impossível de beber. O curioso é que a garrafinha vem toda amassadinha, como dá pra ver na foto, imitando o formato de um iceberg.

FLEA MARKET

Não poderíamos deixar o Flea Market de fora. Lá encontramos várias especiarias da cultura islandesa, que vão desde carne de Puffin (papagaio-do-mar), que é um bichinho bem interessante e bonitinho de se ver, até carne de tubarão podre (rotten shark).

Eles deixam a carne do tubarão apodrecer porque ela é nociva para o ser humano, já que os tubarões não possuem rim, o que faz com que armazenem várias toxinas pelo corpo. Depois de um tempo “enterrada”, a carne se torna boa para consumo humano e é vendida normalmente, assim como qualquer carne à venda por aqui.

Também encontramos livros, objetos antigos e os famoso “lopapeysa“, que são esses casacos quentinhos de tricô bem típicos por lá (confesso que eu comprei um).

Definitivamente, fazer compras na Islândia é bem curioso e divertido.

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Dirigindo pela Islândia: reunimos aqui nossas melhores fotos da estrada

Reykjavík, a charmosa capital da Islândia

Conheça os locais onde são gravadas as cenas de Game Of Thrones

34 coisas incríveis que vimos na Islândia

Destaques,Dicas,Europa,Islândia,Listas Bruna Sturzbecher 30 abr 2015

Deixe seu cometário