europa-train-travel-distances-traveling2europe-com

Como viajar sem um pacote de viagens

Ao contrário do que muitos pensam, viajar por conta própria não é uma tarefa impossível. Falamos isso com propriedade porque foi assim que viajamos: sem nenhum pacote fechado com nenhuma agência de viagens, apenas pesquisando, encontrando promoções de passagens e hospedagens baratas.

As vantagens de viajar por conta própria podem ser muitas, desde que tudo seja feito com muito planejamento. Adquirir um pacote de viagens pode ser bem vantajoso em alguns casos, pois torna tudo mais fácil, mas por outro lado, dificulta quaisquer mudanças nos planos, já que neles estão inclusos passeios agendados que quase nunca podem ser trocados, ou mesmo devolvidos.

DSC_0008

Para os mochileiros e nômades, que costumam viajar com mais liberdade, fazer um roteiro por conta própria é a melhor opção. É claro que não é tão simples quanto adquirir um pacote com tudo garantido, por isso deve ser planejado com muita cautela, muita pesquisa e organização. Nós, que já viajamos dessa forma, garantimos: para viajar por conta, deve-se “garimpar” a internet atrás de promoções de passagens e hospedagens. Não é uma tarefa tão simples, mas tudo isso é compensado pela liberdade de se fazer o que quiser, a qualquer momento e o melhor de tudo: pagando menos.

TRANSPORTE

O segredo para conseguir passagens baratas ou até mesmo promoções é planejar tudo com bastante antecedência. Recomenda-se comprar a passagem no próprio site da companhia aérea com pelo menos dois meses de antecipação.

f8034e1b229e6ac536237aac551ea0ef

Especialmente na Europa, uma ótima opção é viajar de trem. Nós fizemos isso na maioria das vezes, o que nos ajudou muito na hora de economizar. É bom lembrar que viagens de trem não são reembolsadas, portanto, chegar com antecedência é primordial. Já em viagens de ônibus, é mais fácil conseguir acentos e promoções com horas de antecedência, a não ser em altas temporadas. Uma dica para quem for viajar de ônibus: sempre confira se o ônibus está em boas condições para viajar e sempre leve junto uma garrafa de água e algum casaco.

Uma boa pedida também, em cidades grandes e principalmente em cidades européias é o aluguel de bicicletas. Elas, além de economizar dinheiro em transporte público e combustível, também não poluem, não ocupam tanto espaço e auxiliam a locomoção.

HOSPEDAGEM

Hospedagem, em alguns casos, pode ser conseguida até de graça. Nesse post, damos as dicas de algumas opções de hospedagem que são totalmente gratuitas e garantidas, adotadas por muitos viajantes.

A dica é a mesma do transporte: reservar hostels ou hotéis com antecedência e evitar a alta temporada, onde tudo costuma ser mais caro. Antes de fazer qualquer reserva, sempre veja as avaliações dos clientes que já passaram pelo local, veja se o local possui os serviços que você procura e só assim confirme.

2647fd231b38f1512a15bdb5746e7333

Nunca pague adiantado por todos os dias de hospedagem, combine com o estabelecimento de ir pagando a cada dois ou três dias, porque, caso aconteça algum imprevisto, você evitará prejuízos ou mesmo a dor de cabeça de tentar reaver as diárias que já foram pagas. E falando em reservas e diárias, guarde todos os comprovantes delas, pois às vezes elas são necessárias para a confirmação.

Se optar por hostels ou albergues, é sempre bom escolher os que já tenham cozinha e lavanderia, pois isso ainda pode ajudar a economizar com alimentação e te ajudar a manter a lavagem de roupas em dia. Sem contar que esses locais possuem internet, o que é um outro gasto a menos. Uma dica pra quem vai ficar em hostels e albergues é sempre levar um bom cadeado para a mala. A maioria dos hostels que ficamos possuíam armários, alguns com cartão magnético, mas a maioria com fechadura para cadeado. No caso de ficar muito tempo na mesma cidade, veja se não compensa alugar um apartamento ou um quarto na casa de locais. Nós fizemos isso pelo AirBnB e não tivemos problemas nenhum.

LAZER

Procure saber quais são as datas comemorativas do seu destino, bem como shows e festivais típicos, pois isso ajudará a aproveitar a cultura local e na maioria das vezes de forma gratuita. Consiga sempre um mapa do local que está visitando, geralmente são encontrados em centros de informação turísticas, presentes em aeroportos e rodoviárias.

DSC_0325

Faça uma lista dos pontos turísticos que você quer visitar e anote endereços e horários de abertura. Assim você consegue se organizar melhor e economizar tempo. Se for visitar museus e teatros, prefira sempre o primeiro ou último horário dos dias de semana. No caso dos museus, muitos são gratuitos, portanto é sempre bom pesquisar. Caso não queira visitar nenhum desses lugares, peça dicas aos moradores locais, eles conhecem bem a cidade e sempre dão ótimas dicas que muitas vezes passam despercebidas pelos roteiros turísticos.

Em algumas cidades, principalmente na Europa, há tours com guia que são gratuitos. O New Europe costuma disponibilizar esse tipo de passeio. Mas sempre leve uns trocados para dar de gorjeta depois, não esqueça!

ALIMENTAÇÃO

Peça dicas aos moradores locais! Eles sempre conhecem um lugar barato com comida boa. Uma outra opção também é o Meal Sharing, uma rede social que encontra locais a fim de dividir uma refeição com turistas e o melhor é o preço: sai de graça! Essa é uma ótima opção pra quem está viajando com pouco dinheiro, além de poder conhecer os costumes e a culinária do país de forma mais íntima.

DSC_0264

Em alguns lugares do Brasil, como o norte e o nordeste, não vá com muita sede ao pote! A culinária das duas regiões costuma ser mais rica em temperos e condimentos e quem não está acostumado a comer isso todo dia pode passar mal e ter indigestão, o que com certeza comprometerá qualquer viagem. Em alguns lugares, a água da torneira é 100% potável, mas sempre pergunte para alguém antes de beber.

Ao contrário de alguns mitos que se contam por aí, comida de rua é uma delícia! Basta apenas ficar de olho nas condições de higiene do local onde você escolher para comer. A maioria dos viajantes (inclusive nós), estão acostumados com comida de rua e nunca tiveram problema. Não deixe de explorar os mercados e feiras locais, que fornecem muita informação sobre a cultura e culinária local.

DICAS

Fique por dentro de quais são os golpes mais comuns aplicados em turistas no exterior e tome cuidado na hora de viajar. Sempre se certifique que seus pertences de mão e documentos estejam com você e ao viajar de ônibus ou trem, mantenha sempre eles por perto. Em muitos casos, é preferível levar menos coisas e apenas uma bagagem de mão, que também ensinamos como fazer nesse post aqui.

Na próxima viagem, faça o teste e tente viajar por conta! Garantimos que a experiência será incrível!

Fonte: ig

Fotos: Road For Two, National Geographic e Remodelista

 

Destaques,Dicas Bruna Sturzbecher 07 mar 2015

Deixe seu cometário