DSC_0032

Aurora Boreal na Islândia

Desde que cheguei, não teve uma só noite que eu não tenha olhado para o céu antes de dormir, na esperança de vê-la. Mas a temperatura não estava tão baixa (uma média de 8ºC) e isso dificultava tudo. Passei o fim de tarde editando fotos na minha cabana (eu estou hospedada em uma cabana pequenininha, que parece uma casa de bonecas) e quando saí pra ir até a cozinha preparar algo pra comer, percebi algo diferente. Nos 3 primeiros segundos pensei que era uma nuvem, mas uma nuvem estranha. E foi aí que o espetáculo começou.

Não é tão simples saber quando a Aurora vai se manifestar pelo céu. Mas temperaturas baixas e o céu limpo, sem nuvens, aumentam as possibilidades. Na semana passada choveu bastante e na maioria dos dias o tempo estava completamente nublado. Essa semana o céu estava limpo, mas a previsão dizia que as temperaturas iriam estar entre 8ºC e 11ºC, ou seja, não estaria frio o suficiente para vê-la.

Há alguns anos atrás, fiz uma lista de coisas que queria fazer e ver na vida. Dentre tantas coisas, a número 1 era ver a aurora boreal, considerado um dos fenômenos mais lindos da natureza, causado pelo choque dos ventos solares nas zonas polares da terra (no Pólo Sul é chamada de Aurora Astral), que como conseqüência pinta o céu com luzes verdes, amarelas, vermelhas e violetas.

Pra fotografar a Aurora Boreal é necessário deixar a câmera em longa exposição (que podem variar entre 10s a 30s, mais ou menos), portanto, para que a foto não fique tremida, o tripé é uma ferramenta essencial. As fotos que fiz foram tiradas entre as luzes da cidade e por isso não ficaram perfeitas. Longas exposições captam bastante luz, até mesmo as que você não quer que apareçam na foto. Sendo assim, estar em um lugar afastado dos centros urbanos e das luzes da cidade aumentam as chances de uma boa foto!

Corri pra dentro da cabana pegar a câmera e fiz alguns registros. Ontem ela apareceu novamente e pude tirar mais algumas fotos:

DSC_0006 DSC_0008 DSC_0009 DSC_0010 DSC_0011 DSC_0026 DSC_0029 DSC_0030 DSC_0032 DSC_0035 DSC_0036 DSC_0037

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Os melhores lugares do mundo para ver a Aurora Boreal

Vivendo no paraíso: conheça o guia de auroras boreais Runólfur Hauksson

37 motivos para NÃO visitar a Islândia

Como é o sol da meia-noite na Islândia?

Destaques,Dicas,Islândia,Natureza Bruna Sturzbecher 08 out 2015

Deixe seu cometário