As 13 cachoeiras mais bonitas da Islândia

Quando se trata de água, pode contar com a Islândia: água é o que mais tem por aqui, seja em cachoeiras, rios, fontes geotermais, gêiseres, lagos e glaciares. Isso sem contar que a água na Islândia é uma das mais limpas do mundo, ou seja, toda água corrente que você ver no meio do caminho é propícia para o consumo. Cansamos de encher nossas garrafinhas pelos rios e cachoeiras que encontrávamos pelo caminho.

Mas já que o assunto é água, uma das coisas mais incríveis sobre a Islândia é a quantidade de cachoeiras espetaculares que ela possui em seu território. São centenas delas, umas mais populares entre os turistas, outras mais escondidas e de difícil acesso ao público, de todos os tamanhos e formas possíveis. E todos os anos, novas cachoeiras são formadas devido ao derretimento das geleiras, sem contar que cada rio possui pelo menos uma, por menor que seja.

Confira as mais bonitas do país:

1. GULLFOSS (a mais popular da Islândia)

Gullfoss significa “cachoeira dourada” e é considera por muita gente a cachoeira mais bonita da Islândia. Sem dúvidas é a cachoeira mais famosa, já que fica perto da capital, Reykjavík e no Golden Circle, a rota turística mais famosa entre os turistas. Fica no sul do país, apenas a 2 horas de carro da capital, pela estrada 35. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

2. GLYMUR (a cachoeira mais alta da Islândia)

Glymur é a cachoeira mais alta do país, com 198 metros de altura. Fica em Hvalfjörður, fiorde não muito longe da capital. O acesso até ela não é tão simples quanto as outras cachoeiras do país: para chegar até lá, é necessário duas horas de caminhada a partir da Ring Road. Felizmente, existem vários tours disponíveis. (Imagem: Guide to Iceland)

3. HÁIFOSS (a segunda maior cachoeira da Islândia)

Háifoss é a segunda maior cachoeira do país, com 122 metros de altura. Fica no vale de Fossárdalur, no sul da Islândia. Assim como outras cachoeiras, para chegar até ela talvez seja necessária uma pequena caminhada a partir da estrada, o que dependerá das condições climáticas. Fica a 2 horas de carro de Reykjavík. (Imagem: Guide to Iceland)

4. DETTIFOSS (a maior cachoeira em volume de água da Europa)

Tem apenas 45 metros de altura, mas 100 metros de largura e uma enorme quantidade de água, sendo a maior cachoeira em volume de água de toda a Europa! Ela ficou conhecida por fazer parte da cena de abertura do filme Prometheus. Fica no norte da Islândia e você pode chegar até ela pela Ring Road, saindo de Akureyri ou da região de Mývatn. (Imagem: Guide to Iceland)

5. SELJALANDSFOSS

Fica no sul da Islândia e seu acesso é fácil pela Ring Road. Uma das coisas mais interessantes sobre ela é que qualquer um pode fazer uma volta completa ao seu redor e a vista de todos os ângulos é de tirar o fôlego. Foi a primeira cachoeira que vimos e uma das mais bonitas também. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

6. HRAUNFOSSAR

Considerada uma das cachoeiras mais pitorescas de toda a Islândia, Hraunfossar fica no oeste da Islândia. Ela é formada por várias quedas de água que vêm de fontes termais resfriadas debaixo da terra. Fica a menos de duas horas de carro da capital, próxima à cidade de Borgarnes(Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

7. SKÓGAFOSS

Fica no Sul do país, de fácil acesso pela Ring Road. É uma das mais famosas da região e uma das mais bonitas também, e há até uma lenda sobre ela: dizem que o primeiro morador da área, o viking Þrasi Thorolfsson, já na sua velhice, com uma grande fortuna e sem herdeiros, escondeu todo o seu ouro atrás da cachoeira e até hoje ninguém nunca conseguiu encontrar. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

8. DYNJANDI

Uma das jóias dos Westfjords, Dynjandi é uma das mais altas da Islândia, com 100 metros de altura e sua largura varia entre 30 e 60 metros. Fica a seis horas de carro de Reykjavík, nos Westfjords, uma das áreas mais isoladas do país. (Imagem: Guide to Iceland)

9. SVARTIFOSS

Fica em Skaftafell, dentro do Parque Nacional Vatnajökull. As colunas de basalto ao redor dela são consideradas as mais pitorescas encontradas no país, onde ela cai, bem no meio.

Sua estrutura tem inspirado artistas por décadas, inclusive o arquiteto que desenhou a igreja Hallgrímskirkja, em Reykjavík. Para chegar até ela é necessário caminhar a partir de Skaftafell e para chegar em Skaftafell basta dirigir pela Ring Road pela costa sul do país. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

10. KIRKJUFELLSFOSS

Pequena e charmosa, Kirkjufellsfoss fica no monte Kirkjufell, na península de Snaefellsnes, no oeste do país. É uma das melhores cachoeiras para fotografar, pois oferece todo o conjunto para uma fotografia perfeita: as água claras, a montanha e o cenário por trás da montanha. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

11. HRAFNABJARGAFOSS

Desafio você a falar o nome dela! Difícil, não? Pra facilitar um pouco, aqui na Islândia, todo “J” tem som de “I”, até mesmo no começo das palavras.

Mas vamos falar da cachoeira: fica no norte da Islândia, no rio glacial Skjalfandafljot (desistiu de tentar pronunciar?). É a primeira cachoeira das três que se seguem pelo rio, as outras são: AldeyjarfossGodafoss(Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

12. ALDEYJARFOSS

É a segunda cachoeira do rio glacial Skjalfandafljot e possui 20 metros de altura. Assim como Svartifoss, nela também é possível ver o contraste das águas com as colunas de basalto, o que é um cenário perfeito para os fotógrafos. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

13. GODAFOSS

A última dessa lista, mas não menos importante. Godafoss é a minha cachoeira preferida de toda a Islândia e é a terceira cachoeira do impronunciável rio glacial Skjalfandafljot. É uma das cachoeiras mais famosas do norte da Islândia. De acordo com o folclore islandês, Þorgeir Ljósvetningagoði, líder do povo da Islândia por volta do ano 1000, precisava decidir se o povo continuaria sendo pagão ou se seria convertido ao cristianismo. Ao decidir pelo cristianismo, foi até a cachoeira e jogou todas as imagens e artefatos pagãos por lá. É por causa dessa história que a cachoeira foi nomeada “Goðafoss”, que significa “cachoeira dos deuses”. (Imagem: Iurie Belegurschi/Guide to Iceland)

_

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Dimmuborgir: um campo de rochas vulcânicas no norte da Islândia

Por que eu escolhi a Islândia?

Conhecendo a região do lago Mývatn, no norte da Islândia

As geleiras da Islândia

Destaques,Dicas,Islândia,Lista Road For Two,Listas,Natureza Bruna Sturzbecher 25 nov 2015

Deixe seu cometário