7 dicas para economizar em uma viagem pela Europa

Não é novidade que conhecer a Europa é o sonho da maioria dos viajantes. Quem nunca sonhou em tirar uma foto clichê com a Torre Eiffel de fundo, se aventurar pelas ruínas do Coliseu ou passear por Londres em um ônibus vermelho? É bom lembrar que a Europa não é só isso e que há outros lugares, talvez não tão conhecidos, capazes de tirar o fôlego do viajante mais incrédulo.

Porém, muitos viajantes acabam desistindo dos destinos europeus por conta do preço, mas garantimos que nem tudo está perdido! Quando fizemos nosso mochilão pela Europa, conseguimos viajar bem, mesmo economizando o máximo possível. Tivemos que abrir mão de roteiros pagos, viagens de avião e compras, na grande maioria das vezes e foram esses detalhes que tornaram nossa viagem mais divertida. Por isso garantimos que é possível viajar pela Europa e gastar pouco e essas dicas abaixo podem te ajudar ainda mais, confira:

SE HOSPEDE EM UM HOSTEL

Se o seu objetivo é economizar, melhor esquecer os hotéis convencionais. A hospedagem mais barata que existe na Europa é o hostel, onde, na maioria das vezes, um quarto compartilhado sai por menos de R$ 50 reais. Garantimos que é confortável e tranqüilo, mesmo não sendo um hotel cinco estrelas. Todos os hostels que ficamos possuíam banheiros limpos, água quente e sinal de wi-fi, além de boa cerveja e a possibilidade de fazer amizade com pessoas do mundo todo! Existem outras possibilidades de hospedagem barata, além dos hostels: o Couchsurfing, rede social que permite que você se hospede na casa de locais de forma gratuita, ou mesmo o AirBnB, que é basicamente a mesma idéia do Couchsurfing, só que é pago, mas custa bem menos do que um hotel e ainda te dá toda a privacidade desejada.

ANDE DE TREM

A saudade que sentimos das ferrovias da Europa não está escrita! Com trem, é possível visitar diferentes países em um só dia e ainda admirar as paisagens espetaculares da Europa. Viajamos de trem a maior parte do tempo e quando ficava muito caro, viajávamos de ônibus. Isso foi uma grande ajuda para as nossas economias!

COMPANHIAS AÉREAS DE BAIXO CUSTO

Em alguns momentos da nossa viagem, foi preciso fazer viagens de avião, como de Reykjavík para Oslo, por exemplo, ou de Paris para Dublin. Nesses casos, viajamos com companhias aéreas de baixo custo, que são comuns pela Europa, como a easyJet e a Ryanair, por exemplo.

ALUGUE UMA BICICLETA

Se tem um lugar no mundo que é ideal para pedalar, esse lugar é a Europa. O sistema de ciclovias europeu é modelo para o mundo todo, além de ser o meio de transporte de mais da metade dos cidadãos por lá. Para aqueles que gostam de perambular pelas ruas das cidades, essa é uma ótima pedida e com ótimos benefícios: ajuda a exercitar o corpo e é sustentável!

PREPARE SUAS PRÓPRIAS REFEIÇÕES

Para aqueles que querem viajar com baixo orçamento, o melhor é passar longe dos restaurantes, pois alguns lugares podem ser muito caros, como a França, por exemplo, ou os países nórdicos. Várias vezes, durante nossa viagem, fazíamos compras no supermercado e preparávamos tudo onde estávamos hospedados (usamos hostels e AirBnB). Isso nos ajudou a dar uma segurada legal na grana, principalmente nos países nórdicos, onde um hamburguer com refrigerante e fritas saía quase 100 reais (também não acreditamos, mas é verdade). Se não for possível cozinhar, é fácil encontrar comidas prontas pelos supermercados de lá.

TAX FREE PARA COMPRAS

Para alguns, é impossível viajar sem fazer compras, mesmo que seja uma lembrancinha para os parentes. Na Europa, é possível economizar até mesmo nesse quesito, já que lá eles possuem o sistema de Tax Free (Isenção do Imposto sobre Valor Agredado). É simples: você faz suas compras, pega o comprovante e leva até o guichê que oferece esse serviço, que pode ser encontrado no aeroporto mais próximo. É recomendado que o processo seja feito no check-in de volta ao Brasil, ou quando estiver saindo da União Européia.

FUJA DAS ROTAS TURÍSTICAS

Esse é o nosso conselho não só para a Europa, mas para qualquer lugar do mundo. Evite se hospedar próximo a atrações turísticas e escolha restaurantes mais afastados, caso queira comer fora em alguma ocasião. Restaurantes e hotéis que ficam próximos a atrações turísticas geralmente trabalham com preços acima da tabela, já que a movimentação é garantida.

Tem mais alguma sugestão? Compartilhe com a gente!

Fonte: Skyscanner

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

Fazendo compras em um supermercado islandês

Opções de hospedagem que te ajudarão a economizar em suas viagens

Como viajar sem um pacote de viagens

Como conseguir passagens aéreas baratas?

Dicas da semana: Google Flights

Destaques,Dicas,Europa,Listas Bruna Sturzbecher 09 jun 2015

Deixe seu cometário